É verdade que a Petrobras é cabide de emprego?

concursos petrobras difíceis

Se você dedicasse horas e horas de estudo para passar em um dos concursos mais difíceis do Brasil, na maior empresa pública do país, aceitaria a falácia de que a Petrobras é cabide de emprego?

Pois então, entrar na Petrobras, como funcionário, só através de concurso público; sem aspectos políticos ou ideológicos envolvidos.

Se você tentar enviar seu currículo para a Petrobras ou “pedir” para seu parente político indicar você, a resposta será essa:

“O ingresso nos quadros de pessoal da Petrobras está condicionado à existência de vagas e aprovação do candidato em processo seletivo público, conforme art. 37 da Constituição Federal. Baseado nisso, a companhia não mantém arquivo de currículo de candidatos. Os processos seletivos são amplamente divulgados na mídia e os editais são disponibilizados na página da Petrobras e da entidade executora, na internet” – via site da Petrobras.

Popularmente, a expressão “cabide de emprego” é usada para manchar a reputação de qualquer local de trabalho. Essa expressão carrega a ideia da prática de garantir emprego através de apadrinhamento político.

Para passar em concurso da Petrobras não basta ser filho de fulano, sobrinho de sicrano, cunhada de alguém. Não adianta tentar comprar vaga.

Todas as pessoas interessadas em construir uma carreira na estatal precisam passar por um concurso público concorridíssimo.

A verdade é que contra fatos não há argumentos: é preciso ter competência, profissionais capacitados e comprometimento com o Brasil para criar tantas marcas de sucesso como a BR Distribuidora, a Transpetro, Fafens, Biocombustíveis, Refinarias e Térmicas.

No Brasil, exemplo de qualidade no setor, não existe igual.

Historicamente a Petrobras sempre foi a empresa dos sonhos dos jovens. Principalmente nos anos 80 e 90, em que era exemplo de empresa estabilizada, organizada e brasileira.

Hoje, se diz que o petroleiro ganha muito. Será que é verdade?

:: Salário básico de um técnico em uma Plataforma, Refinaria ou Terminal está dentro da média razoável de funções semelhantes na inciativa privada com as mesmas qualificações;

:: Salários um pouco mais altos são referenciados pela condição de trabalho: conviver com material tóxico e radioativo, e com combustíveis, o que deixa esses espaços altamente insalubres e ambientes de altíssima periculosidade, especialmente para aqueles que ficam em confinamento em uma plataforma por até 14 dias.

Uma questão importante é que não é o salário do trabalhador da Petrobras que está alto, mas sim o mercado de trabalho atual que é muitas vezes precarizado.

Dizer que a Petrobras é cabide de emprego não é apenas desrespeitoso, mas também uma mentira, já que foi a qualificação do corpo de funcionários que deu condições para que a estatal chegasse a uma das maiores descobertas da história do país: o Pré-sal (conjunto de poços altamente produtivos no fundo do mar, abaixo da camada de sal).

Essa descoberta consagrou a Petrobras como empresa número um no mundo em extração de petróleo em águas profundas.

 

Carreira na Petrobras

Os trabalhadores têm diferentes perfis. Estando na Companhia, há oportunidades de progressão na carreira, além de treinamentos e cursos para uma formação contínua.

Também há a Universidade Petrobras, no Rio de Janeiro, que treina e capacita os petroleiros; há desde laboratórios especiais, espaço para educação à distância e salas de orientação pedagógica.

O corpo de funcionários é formado por profissionais altamente qualificados em diversas áreas. Há vários tipos de engenheiros (de equipamentos, de petróleo, de processamento geofísico, de meio ambiente e outros), geofísicos, geólogos, médicos, químicos e técnicos em várias áreas, entre muitas outras funções.

 

A Petrobras é do povo e para o povo brasileiro

São décadas de investimentos e descobertas. Porém, tudo será uma grande injustiça caso isso não seja revertido à sociedade.

É por isso que a Petrobras investe pesado, destinando milhões de reais anualmente para projetos sociais em áreas importantes como educação, saúde, meio ambiente, cultura, esporte, lazer e muitas outras.

Outros investimentos são feitos através da Lei 12.858, de 2013, a “Lei dos Royalties do Petróleo”, que determina que 75% dos royalties do Pré-sal devem ser direcionados para educação e os outros 25% para saúde.

É tudo do Brasil, mas está em risco!

Quer saber mais? veja nossa outra matéria: Não há monopólio do petróleo no Brasil desde 1997

 

Compartilhe nossa campanha no Facebook

Siga-nos no Instagram

 

Passado, Presente e Futuro: A Petrobras é tudo isso e muito mais

Privatizar não acaba com corrupção (isso sim é mito)
Privatizar não acaba com corrupção (isso sim é mito)
Diversos mecanismos de prevenção e combate à corrupção foram adotados, como a Controladoria Geral da União (CGU), em 2003, e o Portal da Transparência, em 2004. Assim como a Lei...
“Hibernação” é política de desmanche para venda de fatias da Petrobras
“Hibernação” é política de desmanche para venda de fatias da Petrobras
A partir de 2016, a direção da Petrobras mudou de rumo logo que o governo Temer assumiu.   A privatização da empresa passou a ser meta de setores que não possuem...
Ninguém vai tão fundo quanto a Petrobras
Ninguém vai tão fundo quanto a Petrobras
Como a Petrobras chegou à maior descoberta de petróleo dos últimos 50 anos em todo o mundo? Uma coisa é certa, para se chegar à camada do Pré-sal (uma área...